La page est en train de chargement

Quem pode tornar-se proprietário? Alguns números

Blog | Notícias

Prevê comprar a sua própria casa ou apartamento. De facto, as taxas hipotecárias são historicamente baixas, e o período é ideal, mas sabe se pode obter uma hipoteca para a habitação da sua escolha? Quais são as condições para aceder à propriedade? Explicações.

Condições de aceso à propriedade

Só o banco poderá estudar o seu dossier em detalhe e dar-lhe uma resposta. Contudo existem duas condições indispensáveis para poder obter uma hipoteca. Estas referem-se:

  • Aos fundos próprios: trata-se do aporte pessoal de entrada para a compra da propriedade. Este pode ser composto no máximo de 50% de fundos do 2° pilar (LPP-previdência profissional). No total, este aporte pessoal deve representar no mínimo 20% do preço da compra.
  • À taxa de endividamento: as despesas ligadas ao bem imobiliário não devem ultrapassar 33% do rendimento da pessoa que recebe o empréstimo (mutuário). Estas despesas são compostas pelos juros hipotecários, pelas despesas de manutenção estimadas da construção e pela amortização da hipoteca, ou seja o reembolso do empréstimo.

Calcular a taxa de endividamento

A taxa de endividamento depende por um lado dos rendimentos da pessoa que pede o empréstimo (ou dos rendimentos combinados quando se trata de um casal), mas também das despesas geradas pela propriedade, em grande parte ligadas à taxa de juros praticada. Neste período favorável as taxas de juro são frequentemente muito baixas (por vezes <1%), o que poderia levar a pensar que as despesas estimadas seguiriam a mesma tendência, levando a uma taxa de endividamento baixa. Mas não é o caso. De facto para calcular a taxa de endividamento os bancos, por medidas de segurança, utilizam uma taxa de juros no mínimo de 5%! Em consequência, muitos tomadores de empréstimos potenciais, capazes de suportar uma taxa de juros real à volta de 1%, vêm o seu dossier ser recusado porque os seus orçamentos não permitem pagar um juro de 5%!

Menos de um lar sobre dois

Assim, de acordo com factos, mais de metade dos lares não têm a possibilidade de aceder à propriedade. Um inquérito da Moneypark revelou os seguintes números:

Preço do bem imobiliário Rendimentos anuais da família Aceso à hipoteca
100’000 a 596’000 18’000 – 105’000 47% das famílias
596’000 a 780’000 105’000 – 137’000 29% a 47% das famílias
780’000 a 990’000 137’000 – 174’000 16% a 29% das famílias
990’000 a 1’310’000 174’000 – 230’000 6% a 16% das famílias
> a 1’310’000 > 230’000 6% das famílias

Solicitar a ajuda de um conselheiro

Se menos de um lar sobre dois tem acesso a uma propriedade, a experiência demonstra ingualmente que solicitar a ajuda de um conselheiro em hipotecas, ou de uma agência especializada (como a Multicrédit) permite usualmente aumentar as suas oportunidades, ou mesmo por vezes obter melhores condições, tais como uma taxa de juros mais baixa. Também tem informações sobre a habitação em geral (e outras temáticas) na Portugal-Suíça, “guia do emigrante português na Suíça”.

Mudanças em vista

Atualmente na Suíça há discussões em curso para permitir aos particulares tornarem-se mais facilmente proprietários. Mas ainda há um longo caminho a percorrer sabendo que apenas menos de 40% das famílias são proprietárias.