La page est en train de chargement

Limite de crédito Visa, Mastercard: quais são os elementos determinantes?

Blog | Cartão de crédito | Recompra de crédito

Nos nossos dias, praticamente todas as pessoas têm e utilizam pelo menos um cartão de crédito. Contudo, consoante as situações, os limites concedidos podem variar consideravelmente. Conhece os elementos que determinam o limite do seu cartão Visa ou Mastercard? As nossas explicações.

Uma questão de risco

Porque é que os organismos financeiros impõem um limite de crédito aos cartões Visa, Mastercard e outros cartões de crédito? Além de prevenirem o sobre-endividamento, é sobretudo para se certificarem que serão reembolsados. Um limite mais elevado significa geralmente um aumento do risco, e do montante da dívida em caso de impossibilidade para o cliente de reembolsar o seu cartão de crédito. Por esta razão, o limite concedido está em ligação direta com a situação do cliente: os seus rendimentos, mas também o risco de não-pagamento. Uma situação avaliada com poucos riscos permite assim obter um limite mais elevado. Para determinar este “risco”, as instituições financeiras baseiam-se em vários critérios.

Primeiro critério: os rendimentos

O primeiro critério determinante para a avaliação do risco, e portanto do limite concedido, é o rendimento do consumidor. Um rendimento mais elevado permite reembolsar mais facilmente e mais rapidamente um cartão de crédito. O limite será portanto mais importante. No caso de rendimentos baixos, o limite de crédito do cartão Mastercard ou Visa é fixado em 1’000 Chf.

Segundo critério: o histórico financeiro

A maior parte dos consumidores de cartões de crédito ignoram que cada pedido de cartão implica automaticamente um controlo junto da ZEK. De facto, esta central de informação de crédito regista automaticamente todo o histórico relativo aos créditos e cartões de crédito dos mutuários na Suíça. Ou seja, uma dívida ou um atraso importante num pagamento será registado junto da ZEK. Ora, este histórico é acessível (e consultado) pelos organismos financeiros. Problemas no passado poderão assim ser considerados como um risco suplementar, e portanto representar uma diminuição do limite concedido.

Terceiro critério: o histórico comercial

Finalmente, é necessário saber que as companhias emissoras de cartões de crédito tendem por vezes a favorecer os cliente de “longa data” e “sem problemas”. Se o seu limite é por exemplo de 1’500 Chf e que deseja aumentar para 2’000 Chf mas que não consegue justificar uma melhoria dos seus rendimentos, um histórico “positivo” junto desta companhia poderá ser um elemento a seu favor. Ao contrário, numerosos atrasos de pagamento poderão penalizar o seu pedido.

Melhorar o seu histórico

Melhorar o seu histórico pode-se fazer, em alguns casos, com uma Consolidação de crédito. Esta solução permite de facto substituir o saldo do seu cartão de crédito que não foi reembolsado por um crédito pessoal:

  • Mais vantajoso: porque acompanhado de uma taxa de juros menor.
  • Mais flexível: com a possibilidade de reembolsar o empréstimo numa duração de 12 a 72 meses.

Em caso de dificuldades em reembolsar um cartão de crédito, a consolidação de crédito permite de facto evitar atrasos de fatura e reembolsar a integralidade do saldo em uma só vez, qualquer que seja o montante em questão.

Pedir um aumento do limite Mastercard ou Visa

Existem dois tipos de pedidos de aumento do limite: aumento permanente ou aumento temporário. Se o aumento temporário é geralmente fácil de obter (o limite é aumentado 1-2 meses durante as férias por exemplo), já o aumento permanente é cuidadosamente estudado pela instituição financeira. A fim de obter um acordo, o consumidor deverá geralmente justificar o seu pedido através de uma melhoria da sua situação: aumento do rendimento ou melhoria do histórico.

Artigo redigido pela equipa da Multicrédit