La page est en train de chargement

Os golpes relacionados ao crédito privado

Blog | Crédito | Diversos

Golpes através do crédito privado não acontecem apenas com os outros! Descubra nossas 10 dicas para evitar contratos com pessoas desonestas.

O mercado de crédito na Suíça, para o bem e para o mal, tem uma característica inegável: o campo do crédito ao consumidor é muito restrito. E deve ser assim pois existem os golpes. Logo, as taxas e condições de acesso ao crédito são bastante precisas e são estabelecidas pela Confederação, que é muito exigente. Isso traz segurança para o mercado. Portanto, fora dessas regras estabelecidas pela Confederação Suíça, desconfie!

Os adultos geralmente pensam que não acreditam no Papai Noel, mas, em situação de dificuldade, é comum que acreditem em promessas de contrato milagrosas. Dessa forma, muitos acabam caindo em golpes, acreditando estar fazendo um ótimo negócio de crédito a juros baixíssimos. Não se engane, não existe natal fora de época. Veja abaixo como identificar uma fraude de crédito:

  1. Se você foi contatado por e-mail, verifique com atenção se o endereço de email parece suspeito, principalmente se for estrangeiro. Além disso, empresas sérias NUNCA usam servidores do Gmail ou Hotmail. Caso você constate o que foi dito antes, não abra documentos deste email.
  2. Foi contatado por telefone ou SMS e o número de telefone está oculto ou é estrangeiro? Desconfie.
  3. Ou ainda: você recebeu um anúncio em sua caixa de correio prometendo tarifas ridículas? Isso é chamado de publicidade falsa.
  4. Caso lhe peçam de pagar um adiantamento pelas taxas de inscrição, não aceite. Na Suíça, isso é proibido pela Lei de Crédito ao Consumidor (LCC).
  5. Se uma proposta for maravilhosa demais e não verificarem sequer se você tem dívidas, ações judiciais ou a renda necessária para cobrir seus pagamentos, você está certamente sendo alvo de um golpe. Melhor fugir!
  6. Caso utilize uma empresa de crédito desconhecida, certifique-se de que ela consta no registro comercial suíço. Verifique sempre se o número CHE e o nome da empresa se encontram lá. Não deixe a dúvida pairar!
  7. Caso a empresa de crédito não se preocupe em saber da sua situação financeira ou profissional, fique de olhos abertos. Sem isso eles não podem fazer nenhuma análise da sua situação e isso não existe!
  8. A empresa de crédito tem um website? Nesse caso, vá em frente e verifique se eles têm base na Suíça e se está tudo em ordem. Por exemplo, será que todas as informações obrigatórias constam no site deles? Há transparência?
  9. Eles não têm um site ou escritório na Suíça?! Mesmo que eles digam que está em andamento, isso é um grande alerta para começar a desconfiar. Se além disso ninguém ao seu redor os conhece, é melhor desistir. São muitas incertezas.
  10. As taxas propostas são inferiores à taxa mínima autorizada (4,5%)?! Certamente é o Papai Noel!

Em suma, o crédito na Suíça é uma questão para profissionais experientes, portadores de um diploma federal e credenciais indiscutíveis. Com eles, o crédito pessoal é um contrato de confiança. Antes de assinar, verifique que tudo isso esteja em ordem.

Artigo produzido por Münür ASLAN, Diretor da empresa Cashflex MultiCredit Sàrl.