La page est en train de chargement

O desendividamento : como funciona ?

Blog | Diversos

Cada ano na Suíça, numerosos lares encontram-se numa situação de sobreendividamento. A causa mais frequentemente são as despesas imprevistas, um acidente, um licenciamento, um divórcio, ou outro tipo de mudança de situação. Nestas situações, algumas sociedades propõem soluções de desendividamento. Em que consiste exatamente? As nossas explicações.

O desendividamento : confiar a gestão das suas despesas

O desendividamento consiste essencialmente em confiar a gestão das suas despesas a uma terceira pessoa ou organismo. Concretamente:

  • Você define com o organismo de desendividamento um orçamento mensal que lhe deixe o dinheiro suficiente para viver.
  • Você deposita cada mês um montante fixo ao organismo de desendividamento. Este montante será utilizado para reembolsar as suas despesas.
  • O organismo ocupa-se de gerir todas as suas dívidas graças a um depósito mensal. Isto compreende: negociar com os seus credores, definir as prioridades de pagamento, etc. O organismo de desendividamento ocupa-se igualmente da sua correspondência com os seus credores.

Porquê apelar a um organismo de desendividamento ?

Nalguns casos, é possível remediar sozinho ao desendividamento, estabelecendo um orçamento rigoroso para reembolsar as suas despesas. Contudo, com um bom conselheiro em desendividamento poderá beneficiar da experiência deste e do seu apoio ao longo do processo de desendividamento. Apelando a este tipo de sociedade, beneficia de facto:

  • De um interlocutor à escuta da sua situação e das suas necessidades, que está disponível para o aconselhar e o informar.
  • Da possibilidade de beneficiar de uma redução dos juros e dos custos de atraso de pagamentos. De facto, o organismo de desendividamento, devido à sua experiência, pode negociar eventuais congelamentos de interesses, possibilidades de adiamentos de pagamentos, etc…

Mais importante ainda, põe um termo à angústia da caixa do correio. Todos os avisos de pagamento, comunicações, ameaças de ações judiciárias, etc. são desviadas diretamente para o seu conselheiro de desendividamento, que assim se ocupa de gerir esta correspondência no seu lugar.

Qual o custo ?

Naturalmente que as sociedades de desendividamento não trabalham gratuitamente. Assim, uma pequena parte do depósito mensal dedicado ao pagamento das suas despesas é retido a título de comissão. Porém, as economias realizadas sobre os juros e os atrasos de pagamentos são geralmente bem superiores ao custo do serviço de desendividamento. É a experiência do conselheiro em desendividamento que determinará a economia realizada.

Escolher a boa solução

Confiar as suas dívidas a uma sociedade de desendividamento pode representar um grande alívio. No entanto é importante manter-se atento para não confiar este elemento da sua vida privada a qualquer um. A experiência do conselheiro pode representar uma mais-valia se se dirigir à boa pessoa! Com o nosso parceiro PrestaFlex por exemplo, tem a possibilidade de encontrar um conselheiro em desendividamento de maneira gratuita e inteiramente confidencial. Aquando do encontro poderá avaliar as soluções propostas e decidir então se confia ou não a gestão das suas dívidas.