La page est en train de chargement

Penhor de acções: o que é?

Blog | Crédito

O penhor de acções é uma forma particular de empréstimo popular entre investidores. Este tipo de empréstimo permite, de fato, obter grandes somas de dinheiro de forma simples, com taxas de juros muito baixas. Como funciona essa solução e a quem se dirige? Nossas explicações.

Do que se trata?

Um crédito deste tipo se baseia na penhora de bens tais como acções, obrigações de dívida, porcentagens de fundos de investimento e outros títulos bancários. Logo, este tipo de empréstimo se dirige apenas aos detentores de tais títulos. O penhor permite proteger o empréstimo pois, em caso de falta de pagamento do mutuário, o banco poderá recuperar a soma emprestada vendendo os títulos, cujos direitos lhe pertencerão.

Montante do crédito

O montante emprestado depende diretamente do valor dos bens penhorados. Na teoria, um penhor de 500’000 Chf em títulos, permitiria obter um crédito de 500’000 Chf. Ora, na prática, deve-se ter em conta as flutuções dos valores do mercado. Logo, o banco deduzirá um certo valor na hora de convertir o montante penhorado em quantia passível de ser emprestada, para ter uma margem de segurança cuja extensão dependerá da situação atual dos mercados.

Portanto, a soma máxima que poderá ser emprestada será determinada pelo valor dos títulos penhorados e pela margem de segurança calculada pelo banco. Deve-se atentar ao fato de que o credor pode decidir utilizar apenas uma parte do que é posto à disposição pelo mutuário. Logo, existe uma diferença entre o montante máximo do crédito e crédito efetivamente utilizado.

Duração

Um crédito obtido através de um penhor de acções não precisa ser reembolsado dentro de um prazo definido, como acontece com o crédito ao consumo, por exemplo. Enquanto existir garantias para o banco, o mutuário pode usar livremente a soma de dinheiro obtido, sem se preocupar com o reembolso. Ou seja, não existe realmente um prazo de reembolso. Porém, atenção. O mutuário paga juros pelo crédito utilizado.

Taxa de juros

A taxa de juros de um crédito garantido por meio de um penhor de acções é muito mais baixa do que no caso de um crédito ao consumo, devido à presença de uma garantia para o banco. Ora, é difícil indicar uma quantidade precisa para essa taxa, pois pode variar bastante de um credor a outro. Finalmente, deve-se salientar que o juro é calculado não a partir do montante máximo do crédito (valor dos títulos menos a margem de segurança), mas a partir do crédito utilizado.

A quem se dirige esta solução?

O penhor de acções se dirige a toda pessoa que possua valores monetários ou mobiliários (títulos, fundos de investimento, acções, obrigações, …) e que deseje obter dinheiro em troca desses valores, sem ter de vendê-los para tanto. Logo, esta solução permite:

  • Obter liquidez sem ter de vender títulos.
  • Disponibilidade rápida e fácil de meios financeiros.
  • Obter quantias muito maiores do que as normalmente fornecidas em créditos ao consumo.
  • Beneficiar de juros moderados.

Quem propõe este tipo de soluções

Ao contrário de um crédito ao consumo, que pode ser fácilmente obtido através de uma agência de crédito, este tipo de empréstimo, baseado no penhor de acções, deve ser efetuado diretamente com um banco.

Artigo realizado pela equipe da Multicrédit.