La page est en train de chargement

Juros de crédito: não se esqueça da dedução fiscal!

Blog | Crédito | Notícias

Como cada início de ano, é tempo de completar a sua declaração de impostos. Tem um crédito a decorrer? Não se esqueça que é possível deduzir os juros do mesmo na sua declaração!

É obrigatório declarar o seu empréstimo?

Não, não é necessário declarar o seu empréstimo nas autoridades fiscais. Se não houver nenhuma obrigação, o facto de declarar o seu crédito é no entanto aconselhado porque:

  • Pode beneficiar de deduções fiscais.
  • Pode facilmente justificar a aquisição ou a revenda de um bem que obteve via um crédito pessoal.

Crédito e deduções fiscais : como funciona?

Declarando o seu empréstimo junto das autoridades fiscais, é evidente que o dinheiro emprestado não será considerado nos seus ganhos. O que será considerado, no entanto, são os juros relacionados ao seu crédito,que pode deduzir da sua declaração. Em função do montante emprestado, da duração do reembolso e da taxa de juros praticada, esta dedução pode assim vir a ser interessante.

Um exemplo concreto

Imaginemos que declara ganhos tributáveis que são submetidos aos impostos, depois das deduções, de 30’000 Chf (sem ter em conta o seu crédito). Se por exemplo, você tem um crédito pessoal de 50’000 Chf reembolsável em 4 anos, com uma taxa de 11.9%, pagará um total de 13’000 Chf de juros, ou seja 3250 Chf/ ano. Estes 3250 Chf contarão então como uma dedução fiscal, e os seus ganhos tributáveis passerão então de 30’000 Chf a 26’750!

Que documentos tenho de fornecer?

Quando tem um crédito a decorrer, recebe automaticamente, em janeiro, uma justificação que lhe indica qual o montante que pode deduzir dos seus impostos. Terá apenas de juntar uma cópia da sua justificação quando reenviar a sua declaração e impostos. Se não tiver recebido esta justificação, não hesite a fazer o pedido o mais rápido possível junto à sua agência de créditos !