La page est en train de chargement

Como o scoring influencia um pedido de crédito?

Blog | Crédito

Quando de um pedido de crédito, normalmente se menciona o "scoring", seja para recusar um pedido, seja para justificar taxas pouco vantajosas. Em que consiste exatamente este indicador? Como os bancos o calculam? É possível otimizar este "score" afim de obter melhores condições de empréstimo? Nossas explicações e conselhos.

O que é o scoring?

O scoring é antes de tudo um indicador, ou seja, um número calculado pelos bancos que reflete a situação geral do mutuário. Um scoring elevado implica uma situação considerada como “boa” (pouco ou nada de risco para o banco). Um scoring baixo implica uma situação considerada como “ruim” (existe risco para o banco).

Método de cálculo

É importante entender que não existe um só scoring: cada estabelecimento determina um “score” segundo seus próprios métodos e escala. Além disso, vale salientar que o cálculo do scoring é um processo interno aos bancos: o resultado não é comunicado nem aos pedintes, nem aos eventuais intermediários. Qualquer que seja o método de cálculo exato, se trata de um indicador completo, tomando em conta a situação global do pedinte. Por exemplo, o scoring toma em conta:

  • O orçamento do cliente: salário, prêmios, subsídios, receitas diversas, e gastos como aluguel, seguro de saúde, etc.
  • Situação pessoal do cliente: idade, nacionalidade, tipo de visto de trabalho, estado civil, número e idade das crianças, endereço.
  • Situação profissional: tipo de emprego, estabilidade do emprego (desde quando trabalha para o mesmo empregador), etc.
  • Antecedentes: recusas passadas, reembolsos problemáticos, problemas com cartão de crédito (histórico de crédito em geral), etc.

Para saber mais, a Multicrédit propõe uma página dedicada ao scoring.

Qual interesse há para os bancos?

O cálculo do scoring reflete a necessidade dos bancos de ter um indicador que seja pertinente e sucinto, afim de decidir mais eficazmente a outorga, ou não, de um crédito. Reduzir a totalidade da situação de um cliente a um simples número, permite saber de forma rápida se o dossiê será aceito ou recusado. Além disso, a utilização de tal indicador, geralmente calculado de forma automática, permite o estudo objetivo de cada pedido de empréstimo.

Qual é a influência do score sobre o pedido de crédito?

O scoring, de forma geral, representa o risco tomado pelo estabelecimento de empréstimo. Um scoring elevado significa um baixo risco de inadimplência. Um scoring baixo significa um alto risco de inadimplência do cliente, logo de prejuízo para o banco. Assim sendo:

  • Um scoring muito baixo levará provavelmente à recusa do pedido.
  • Um scoring baixo não impedirá necessáriamente um pedido de crédito, mas as condições serão pouco vantajosas (taxa de juros elevada).
  • Um scoring elevado favorecerá a aceitação do dossiê e permitirá, geralmente, a obtenção das taxas mais interessantes.

Otimização do scoring

É importante, ao efetuar um pedido de crédito, apresentar a sua situação da melhor forma possível, ou seja, é bom ter um “belo” dossiê. Para tanto, convém, antes de tudo, não omitir nenhuma fonte de renda. Rendas acessórias como prêmios/bônus anuais, subsídios, etc. são frequentemente esquecidas. Ora, esses elementos podem melhorar o scoring considerávelmente.

Portanto, consultar um corretor ou uma agência de crédito permite normalmente obter melhores resultados do que dirigir-se diretamente ao banco. De fato, um intermediário poderá verificar o estado do seu dossiê e tentar otimizá-lo antes de enviá-lo ao banco. Com frequência, um corretor experiente ou uma agência de crédito qualificada lhe garantirá as melhores condições de empréstimo.

Artigo redigido pela equipe da Multicrédit