La page est en train de chargement

Compra a crédito: quais são as opções do consumidor?

Blog | Cartão de crédito | Crédito | Diversos

Você tem um projeto em mente, mas não possui imediatamente os meios financeiros necessários para realizá-lo? Quais são as possibilidades disponíveis para uma compra a crédito e qual método é preferível adotar? Nossas explicações.

O que é uma compra a crédito?

Se trata simplesmente da compra de um bem onde o pagamento do mesmo se efetua somente após sua obtenção. Supondo que alguém compre uma televisão, por exemplo, em dinheiro, não se trata de uma compra a crédito. Porém, se a mesma televisão for paga com um cartão Visa, se trata de uma compra a crédito: o pagamento só é realmente efetuado quando a factura Visa é resolvida. As vantagens da compra a crédito são várias:

  • Você não precisa pagar diretamente a mercadoria: é possível obter bens sem possuir a liquidez necessária.
  • Às vezes é possível pagar a mercadoria em várias mensalidades: é o caso dos cartões de crédito, por exemplo.
  • A compra a crédito pode ser, a depender do caso, uma transação mais segura: existe a possibilidade de verificar ou testar a mercadoria antes de pagar-la.

Quais são os tipos de compra a crédito possíveis

Existem essencialmente três métodos para comprar um bem ou uma mercadoria a crédito: utilizar um cartão de crédito, pagar por factura, ou ainda pegar um empréstimo pessoal para financiar sua aquisição.

Pagamento por cartão de crédito

Se trata certamente do tipo de compra a crédito mais comum: você paga a mercadoria ao vendedor com seu cartão de crédito e você reembolsa mais tarde a quantia utilizada, quando receber a factura ligada ao seu cartão Visa ou Mastercard. A maioria das sociedades que propõem esses cartões, permitem também o reembolso das facturas em múltiplas mensalidades. O pagamento por cartão de crédito:

  • É simples e comum: todo o mundo, ou quase, dispõe deste meio de pagamento.
  • Permite um reembolso flexível: é possível reembolsar o saldo em várias mensalidades (normalmente uma quantia mínima por mês é exigida).
  • É potencialmente mais caro do que outras opções: em caso de pagamento por mensalidades, o detentor do cartão pagará juros importantes.
  • É limitado pelo teto do cartão: algumas mercadorias muito caras passam do limite do cartão, o que impossibilita este tipo de pagamento.
  • Não protege o suficiente contra o endividamento, sobretudo quando da obtenção de múltiplos cartões de crédito.

Pagamento por factura

Esta solução é, por vezes, proposta por certas lojas de venda online. O princípio é simples: você recebe sua mercadoria e a factura ao mesmo tempo, que geralmente deve ser paga dentro de 30 dias. Este sistema:

  • Permite a verificação da mercadoria antes de ter de pagar.
  • Permite o pagamento num prazo de 30 dias.
  • Normalmente não implica juros ou tarifas extras (exceto em caso de atraso no pagamento).
  • É arriscado para os vendedores, logo, raros são os que propõem este tipo de pagamento.

O empréstimo pessoal

Também é possível tomar um crédito pessoal, afim de obter o montante necessário para a compra de um bem almejado. A mercadoria é então paga em dinheiro, enquanto você beneficia de um prazo confortável (12 a 72 mêses) para reembolsar o seu empréstimo. O crédito privado:

  • Permite financiar quantias muito maiores do que as outras soluções de compra a crédito.
  • Permite uma grande flexibilidade em termos de prazo de reembolso (12 a 72 mêses).
  • Taxas de juros vantajosas (bem inferiores às taxas aplicadas sobre as mensalidades dos cartões de crédito).
  • No entando, exige mais tempo para os procedimentos: é preciso considerar o tempo necessário para o pedido de empréstimo, o envio de documentos e ainda é preciso esperar o pagamento caso eles aceitem o seu dossiê.

O caso do leasing

É importante notar que o leasing não é uma compra a crédito. Na realidade, quando da compra de um veículo por leasing, este último é simplesmente emprestado ao condutor por um período igual a duração do contrato. Porém, ao término do contrato, é possível comprar o veículo pelo preço do seu valor residual.

Qual solução é preferível?

Vai depender de cada caso. Geralmente, um cartão de crédito é suficiente para pequenos gastos. Para quantias mais importantes, principalmente se pretender reembolsar sua aquisição em mensalidades, a solução do empréstimo privado é a mais recomendada. Lhe convém, então, para simplificar e acelerar os procedimentos, contactar um especialista ou uma sociedade expêriente como a Multicrédit, que propõe créditos pessoais há vários anos. A consulta em si não toma mais do que alguns minutos e lhe dará uma resposta em no máximo 2 dias úteis (após o envio dos documentos necessários), em forma de proposta personalizada à sua situação, sem que você deva se comprometer.